Categorias
Geral

Feira de Maio da Azambuja 2010

Foi com enorme prazer que a Herdade da Hera participou pela 1ª vez na Feira de Maio da Azambuja. Foram dias de convívio com os “vizinhos”, além da possibilidade que nos deu em contactar com vários visitantes interessados e disponíveis para conhecer o nosso projecto. Tendo sido também uma forma de conhecer as necessidades e as expectativas da população do concelho.

Apesar da localização do nosso concelho, é uma realidade a forma como o mundo equestre é ainda um estranho por estas terras, mas esta mudança só poderá ser feita com a ajuda de todos.

Talvez seja um desporto ao qual se atribuí a ideia de ser muito dispendioso, mas na verdade é tão dispendioso como outro qualquer. Todos os desportos requerem um investimento inicial de equipamento e posteriormente de mensalidades. E como erradamente se poderá pensar, ter o prazer de montar a cavalo não implica obrigatoriamente a compra de um.

E que o que poderá ser melhor do que um desporto ao ar livre, em contacto com a natureza, algo que desperta a ligação Homem-Cavalo, com a envolvência dos afectos, o criar de uma responsabilidade, e por fim, um desejo de querer ir sempre mais longe na aprendizagem?

Foi uma experiência muito engraçada encontrar crianças com os seus 6/7 anitos, já muito decididas com as suas opções do seu futuro e muito desejosas de querer entrar para este mundo. “Quando for grande quero ser cavaleira!”, que outra frase me poderia deixar mais orgulhosa!?
Ou então uns pais babados dum bebé de 3 mesinhos, muito curiosos, que gostavam de saber quando seria a altura ideal para ele entrar neste mundo. Quem sabe se ele um dia se tornará num grande campeão ou então um grande apaixonado pela arte?

Ao longo dos anos, da possibilidade de poder observar este mundo também um pouco como “outsider”, deu-me para conhecer a grande variedade de alternativas que existem. Não há ninguém que necessite de desejar exactamente o que já existe, há tanta escolha e tanta coisa gira, que se podem criar sempre novas oportunidades com variáveis novas no mundo equestre. A arte equestre ainda se encontra em bruto, tal como um diamante antes de ser lapidado!

Lamento apenas os portões ainda não abrirem, mas acreditem, eu estou deserta para que isso aconteça, que neste nosso cantinho a magia se realize, que aqui se desperte um desejo tão grande de ir mais além, que tornemos a equitação um desporto de amor e dedicação. Quando acreditamos, tudo é possível!

Mas como se diz, já faltou mais…

Agradeço imenso a vossa atenção, até já!